Imprimir  Voltar  Home 


  Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior - ANDES-SN


Data: 23/11/2017

Contra ataques do governo, servidores realizam caravana a Brasília na terça (28)

Os servidores públicos federais realizam, na próxima terça-feira (28), uma caravana a Brasília (DF), com ato na Esplanada dos Ministérios, para protestar contra o pacote de ataques ao funcionalismo público e o desmonte dos serviços públicos essenciais à população brasileira. A marcha foi convocada pelo Fórum Nacional das Entidades dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe) e pelo Fórum Permanente das Carreiras Típicas do Estado (Fonacate).  A expectativa é que milhares servidores, entre eles docentes das Instituições Federais de Ensino, participem da manifestação.

Os principais eixos da caravana são a defesa dos serviços públicos de qualidade para a população; a revogação e retirada de todas as medidas provisórias e de todos os projetos de lei que atacam o funcionalismo - como a MP 805/17, MP 792/17 e o PLS 116/17 -; a revogação da Emenda Constitucional 95, que congela por 20 anos os investimentos da União em políticas sociais; a revogação das reformas Trabalhista e do Ensino Médio e da Lei das Terceirizações; além da luta contra a Reforma da Previdência, contra a reestruturação das carreiras do funcionalismo, contra as privatizações e o ajuste fiscal.

Nesta quinta-feira (23), o ANDES-SN enviou uma circular às seções sindicais e secretarias regionais para que as mesmas “envidem esforços no sentido de viabilizar a vinda de professore(a)s, estudantes, técnico-administrativos e movimentos sociais para as atividades em Brasília. Indicamos que nossas entidades busquem articulação com as demais, em seus estados, e organizem as caravanas”.

Eblin Farage, presidente do ANDES-SN, reforça que a importância da participação dos docentes na manifestação. “É fundamental que as seções sindicais se empenhem, junto com as secretarias regionais do Sindicato Nacional, para trazer caravanas dos estados. O governo já expressou que pretende votar a Reforma da Previdência ainda nesse ano. É necessário que a gente reaja à altura para barrar mais essa retirada de direitos e, também, os demais ataques ao funcionalismo público”, conclamou.

A presidente do Sindicato Nacional ressalta que a Caravana à Brasília, no dia 28, será um marco na reorganização dos trabalhadores, mas principalmente dos servidores públicos. “Diante de tantos ataques, o dia 28 de novembro precisa ser um marco no sentido de nos reagrupar, para pensarmos um calendário para intensificar a mobilização dos servidores federais,  para barrar os retrocessos em nossos direitos e o desmonte dos serviços públicos", afirmou.


Fonte: ANDES-SN


+2
|
0
| Denunciar

0 comentários | 1311 visualizações | 2 avaliações

Comentar esta notícia