Imprimir  Voltar  Home 


  Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior - ANDES-SN


Data: 17/05/2018

Docentes da Universidade do Estado do Pará entram em greve

Os docentes da Universidade do Estado do Pará (Uepa) estão em greve há nove dias para lutar por financiamento, reajuste salarial e garantia de direitos trabalhistas. A decisão paralisar as atividades foi tomada em assembleia geral, realizada no dia 4 de maio, diante dos sucessivos descumprimentos de acordo e do rechaço ao diálogo com a categoria por parte do governo.

As pautas da greve docente da Uepa vêm desde o ano de 2015. Eles reivindicam reajuste salarial de 30%, o mesmo índice solicitado pelas demais categorias do serviço público estadual paraense, e aumento no valor do vale alimentação. Os docentes também lutam por melhores condições de financiamento para a instituição: desde 2011, a Uepa perdeu aproximadamente 82% de seu orçamento (somando as verbas de investimento e custeio), uma redução de R$ 18 milhões para apenas R$ 3 milhões anuais.

A categoria também cobra a abertura de novas vagas para docentes na universidade por meio de concursos públicos, pela ampliação de vagas em regime de Dedicação Exclusiva (DE) e pela progressão vertical dos docentes que estão na fila, muitos há quatro anos. Nesse momento, há 139 docentes da Uepa esperando progredir para o cargo de adjunto e 38 para o cargo de assistente.

Zaira Fonseca, coordenadora geral do Sindicato dos Docentes da Uepa (Sinduepa – Seção Sindical do ANDES-SN), ressalta que a greve está crescendo e há diversos campi da Uepa com todas as atividades paralisadas, além de alguns campi com paralisações parciais. “A diminuição do orçamento está inviabilizando o funcionamento da universidade. Temos dificuldade de repor materiais didáticos, de fazer a manutenção dos prédios, de pagar diárias para docentes, entre outros”, critica a coordenadora geral do Sinduepa-SSind.

Os docentes em greve da Uepa, em conjunto com estudantes e servidores técnico-administrativos da instituição, realizarão um ato público na sexta-feira (18), às 9h, em frente à reitoria da universidade.

Semana de Luta das Estaduais e Municipais

O Setor das Instituições Estaduais e Municipais de Ensino (Setor das Iees/Imes) do ANDES-SN realizará a Semana Nacional de Lutas de 21 a 25 de maio, em todo o país. Os docentes reivindicarão a garantia e ampliação do financiamento público nas instituições e contra a apropriação do fundo público pelo capital privado, que resulta em privatização e sucateamento.

A Semana de Lutas do Setor das Iees/Imes foi deliberada pelo 37º Congresso do ANDES-SN, realizado no mês de janeiro em Salvador (BA). Uma reunião do setor realizada em Brasília (DF) no dia 15 de abril definiu os últimos detalhes da mobilização. Entre as deliberações da reunião estão: indicação de paralisação dos docentes estaduais e municipais no dia 23 de maio, realização de aulas magnas que debatam financiamento por meio das seções sindicais do setor e produzir spots de rádios para serem reproduzidos por carros de som nas instituições, questionando o sucateamento da educação pública.

Com informações e imagem de Sinduepa-SSind.


Fonte: ANDES-SN


+2
|
0
| Denunciar

0 comentários | 691 visualizações | 2 avaliações

Comentar esta notícia