Imprimir  Voltar  Home 


  Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior - ANDES-SN


Data: 17/05/2018

Metalúrgicos da Mercedes, no ABC, estão em greve por tempo indeterminado 

Os metalúrgicos da Mercedes, em nova assembleia realizada na terça-feira (15), aprovaram a continuidade da greve na montadora por tempo indeterminado. A paralisação deflagrada na segunda-feira, em São Bernardo do Campo, é em protesto ao impasse nas negociações de reajuste salarial e Participação nos Lucros e Resultados (PLR).

As negociações se estendem desde o mês passado, mas a montadora vem mantendo uma postura intransigente, com o objetivo de retirar direitos.

Segundo informações do grupo Ferramenta de Luta – Oposição Metalúrgica no ABC, filiado à CSP-Conlutas, a empresa não quer incorporar o reajuste aos salários, quer rebaixar o cálculo da PLR e volta a insistir para retirar qualquer tipo de estabilidade dos trabalhadores lesionados. Mesmo com a produção em alta, a montadora também quer demitir mensalistas.

A reivindicação dos metalúrgicos da Mercedes é também para que o Acordo Coletivo traga uma cláusula de salvaguarda contra a Reforma Trabalhista. A luta por essa garantia foi aprovada por todos os sindicatos metalúrgicos do país que compõem o Movimento Brasil Metalúrgico, do qual a CSP-Conlutas faz parte.

Foto: SMABC/Edu Guimarães

Com edição do ANDES-SN


Fonte: CSP-Conlutas


0
|
0
| Denunciar

0 comentários | 430 visualizações | 0 avaliações

Comentar esta notícia