Imprimir  Voltar  Home 


  Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior - ANDES-SN


Data: 19/06/2017

Terça (20) é “Dia Nacional do Esquenta para a Greve Geral”

Data marca intensificação da mobilização para Greve Geral de 30 de Junho

Nesta terça-feira (20), será realizado o “Dia Nacional do Esquenta para a Greve Geral”. A data foi definida pelas centrais sindicais como um momento de forte agitação em todo o país junto aos trabalhadores e à população para divulgar e potencializar a organização da segunda Greve Geral, marcada para o dia 30 de junho.

A orientação das centrais sindicais é que, neste dia 20, sejam realizadas assembleias em todas as bases das categorias para votar e preparar a Greve; panfletagens nas fábricas, locais de trabalho e pontos de concentração pública, bem como, caminhadas e atos nas cidades. A CSP-Conlutas orienta todas suas entidades filiadas a participar de forma efetiva com ações neste dia.

Alexandre Galvão, secretário-geral do ANDES-SN, afirma que o 20 de junho é um dia em que todas as seções sindicais, e toda a base do ANDES-SN, estarão empenhadas em atividades de mobilização, de panfletagem, e de atividades junto aos comitês e fóruns locais de construção da Greve Geral.

“As atividades que estão sendo organizadas no interior das universidades têm que ser intensificadas. Do dia 20 até a Greve Geral temos que estar mobilizando, realizando atividades nas cidades, como panfletagens em estações de ônibus e trens”, afirma o docente.

“Esperamos que seja uma Greve mais poderosa do que a de abril, porque o momento exige da classe trabalhadora uma mobilização intensa para barrar as contrarreformas e derrubar o presidente ilegítimo. É importante conscientizar a população sobre os motivos da realização da Greve Geral. Convidamos a todos os trabalhadores e trabalhadoras a cruzar os braços no dia 30 de junho”, completa Alexandre Galvão.

CSP-Conlutas reforça necessidade de realização da Greve Geral

A resolução política da Coordenação Nacional da CSP-Conlutas, que se reuniu nos dias 9, 10 e 11 de junho, afirma que é determinante que a Greve Geral seja construída em cada local de trabalho, estudo e moradia, para que seja ainda maior que a realizada no mês de abril.

“É preciso construir a Greve Geral desde a base, votando nas categorias a adesão ao dia 30 de junho e organizando os Comitês Populares, para unificar os trabalhadores das categorias com o movimento popular, os estudantes e o povo pobre trabalhador. Os comitês devem ser espaço para canalizarmos a indignação da população e organizar a luta”, afirma Atnágoras Lopes, da Secretaria Executiva da CSP-Conlutas.

“Nesse sentido, o dia 20 será um dia de esquenta para a Greve Geral. Vamos divulgar ao máximo que o dia 30 de junho é dia de parar o país para derrotar as reformas e por para fora Temer e esse Congresso”, concluiu.

Confira aqui os materiais da CSP-Conlutas para a Greve Geral.

Com informações de CSP-Conlutas.


Fonte: ANDES-SN


+4
|
-1
| Denunciar

0 comentários | 985 visualizações | 5 avaliações

Comentar esta notícia